UM DESABAFO DE UM PASTOR METODISTA SOBRE ALGUNS LÍDERES EVANGÉLICOS

Segue, na íntegra, um desabafo do amigo e pastor Wesley Fajardo Pereira, de São Paulo:

O que enoja não são os posicionamentos políticos. Todos têm o direito de fazê-los.
O péssimo disso tudo é que esses que se dizem líderes evangélicos usam argumentos morais para condenar Dilma (ok, seria justo, embora eu não concorde com todos os argumentos), mas esses líderes não usam os mesmos argumentos morais para condenar Aécio.
O cara tá cheio de podre (bebedeiras, baladas, cocaína, tráfico, dirigir alcoolizado e com a CNH vencida, corrupções em aeroportos, rádios da família, agressão à namorada etc); por que não condená-lo também?
Esses líderes estão mais para fariseus do que para discípulos. Acho que os fariseus eram mais coerentes, pois pelo menos não se aliaram a Herodes. Jesus teria vergonha desses que se dizem líderes dos evangélicos. Não me representam.
Ao invés de usarem o Evangelho para a conversão, usam-no para a zombaria daqueles que são considerados seus inimigos. Estou farto.
A fé não é barganha, não é vender o pobre por um par de sandálias, nem aguardar a lua nova para fazer seus negócios, mas ser fiel à causa de Jesus Cristo, mesmo que traga prejuízos financeiros ou perseguições.
Desculpem-me pelo desabafo, mas condenação só de um lado é hipocrisia.
(Rev. Wesley Fajardo Pereira - Pastor Metodista).

Comentários

Postagens mais visitadas