Meu caminho para Brasília

Tomei emprestada a ditosa frase de JK que dá nome à sua autobiografia para salientar o título desta crônica e pontuar alguns pormenores sobre a primeira vez que fui a Brasília.
Eu acho que todo brasileiro deve, no mínimo, conhecer a capital federal. Confesso aos leitores que fiquei pasmo ao contemplar toda uma cidade movimentada pelo poder - este instrumento relacional efêmero.
Além de algumas considerações, vou também expor algumas fotos particulares. É minha intenção partilhar algumas opiniões, alguns pontos de vista.

"Em frente ao palácio da alvorada"

A viagem ocorreu em setembro de 2008. De antemão, agradeço aos irmãos Martinho Lutero, Janice e Lúcio Flávio pela acolhida, bem como à igreja metodista Asa Norte em BSB.



Preciso confessar que nos preparativos, era grande a ansiedade para conhecer a referida cidade.


À tarde, andei pela avenida principal do plano piloto e conheci a belíssima Catedral Metropolitana Nossa Senhora de Aparecida, mais conhecida como Catedral Metroolitana de Brasília, inaugurada em 31 de maio de 1971. Ela foi projetada por Niemeyer.

Seu interior também é delicadamente projetado, dando singeleza e conotando certa espiritualidade no ar.

Continua...

Comentários

Martinho Luthero disse…
Cara, outro Martinho Luthero???? Hehehehehe...
Brasília é muito bacana...
Grande abraço e até sábado... COREAM
Charles disse…
Moisés,

preciso falar urgente contigo. Não consigo pelo telefone. Já tentei várias vezes. Por favor, manda um e-mail para mim: charles@ipb.org.br
É sobre a programação dos dias 11 e 12 de julho.

Um abraço!
Charles
vivilf disse…
Olha Professor...
Só para falar que admiro seu trabalho e que apesar de conhece-lo há apenas seis meses na faculdade... Achei um excelente professor. Pena que vai sair.
Parabéns
Ate mais.
Aluna Vivian 1PED1
:)
Dalva disse…
Querido pastor:
Era assim mesmo que nos dirigíamos aos nossos queridos pastores há algumas décadas. Encontrei hj seu blog. Li alguns posts, especialmente o do pastor Maurício e À guisa de Inquietação. Qta riqueza, qto tesouro pra alma dos tbém inquietos! As palavras me trouxeram à memória profundas e doces recordações de verdadeiros ministros que me despertaram para a Verdade da palavra. O que importa é mais a inquietação que a certeza.Deus o abençoe sempre. Bjão

Postagens mais visitadas